Notícias Corporativas

Tecnologias de logística auxiliam PMEs a terem mais controle das entregas

DINO
Escrito por DINO
Tecnologias de logística auxiliam PMEs a terem mais controle das entregas
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

O uso de tecnologias e plataformas se tornou parte da rotina diária da maioria das empresas, trazendo avanços significativos nos processos de trabalho, integração das equipes e inclusão de clientes no processo. Para as PMEs de comércio eletrônico, adotar essas soluções é ainda mais importante, principalmente as aplicadas na área de logística e transporte.

A implementação de ferramentas tecnológicas ajuda a processar grandes demandas de trabalho com facilidade, agilizando tarefas, reduzindo riscos, problemas e melhorando o atendimento para uma experiência do cliente mais satisfatória. Além disso, auxiliam no atendimento às necessidades e expectativas em constante mudança dos consumidores, tornando-os parte do processo para garantir experiências positivas. 

Tecnologias logísticas no comércio eletrônico

A ascensão do comércio eletrônico durante a pandemia, crescendo 27% em 2021 segundo dados da Neotrust, criou uma grande responsabilidade para as empresas com o aumento da demanda pelas entregas. Grande parte desse aumento de volume pôde ser resolvido graças ao avanço e implementação de tecnologias de gestão. 

No entanto, essas implementações são ainda mais eficazes quando realizadas de forma organizada e com atenção a todas as fases do negócio – produção, comercialização, transporte e logística de entrega. Neste último caso, permitindo agilizar tarefas, monitorar rotas de veículos e registrar dados importantes para futuras intervenções.

Na última milha, a implementação de ferramentas avançadas está diretamente associada à possibilidade de atender um grande volume de entregas em tempo hábil e garantir aos consumidores, qualidade no atendimento. Essas ferramentas tecnológicas permitem otimizar rotas, evitar congestionamentos e monitorar veículos, entre outras funções.  

Dessa forma, contribuem para o ganho de eficiência na logística empresarial, redução de custos e melhor experiência geral do cliente. Sem a implementação da tecnologia, a logística eficiente não pode ser concebida hoje, principalmente se o objetivo é posicionar uma empresa competitivamente em um mercado em constante mudança e exigente.

Importância de processos logísticos para as PMEs

As novas demandas decorrentes do crescimento exponencial do comércio eletrônico têm levado as empresas a utilizarem tecnologias para agilizar os processos de negócios. Grandes empresas com processos definidos conseguem induzir e alavancar o avanço tecnológico na cadeia de suprimentos, mas as PMEs precisam de suporte logístico para atender às necessidades de seus clientes. 

No Brasil, existem cerca de 8,5 milhões de PMEs, segundo um levantamento da consultoria Nathan Associates, 75% delas tem como principal estratégia de crescimento a expansão das vendas online. A entrada de empresas de logística garantiu que as PMEs passassem a ter suporte constante em virtude de funcionalidades em tempo real ao longo da última milha para garantir que seus clientes tenham uma experiência agradável. 

Ademais, o uso de tecnologia e algoritmos especializados nos envios por meio de um serviço de entrega eficiente reduz os custos logísticos em até 40%, em comparação com a entrega não digitalizada, segundo dados da Borzo (ex-Click Entregas), startup de intermediação de entregas expressas. E a incorporação da logística 4.0 e o uso de novas tecnologias baseadas em inteligência artificial (IA), deep learning, Software-as-a-Service, internet das coisas e supply chain management vão, cada vez mais, otimizar e tornar os processos logísticos mais eficientes e reduzir tempo e recursos, melhorando as plataformas de entrega digital.

Soluções logísticas que beneficiam as PMEs

● Rastreamento em tempo real: ajudam a reduzir a ansiedade do cliente final, pois permitem rastrear os pacotes. Por meio de um aplicativo, a pessoa que fez o pedido pode monitorar a localização, a rota e o pessoal responsável pelo transporte de suas encomendas. 

● Sistemas de SMS personalizados: fornecem comunicação constante, eficaz e segura entre a empresa e o cliente final, permitindo que eles monitorem constantemente as remessas. 

● Software-as-a-Service: possibilita a PME utilizar seus próprios entregadores e otimiza seu serviço logístico integrando-os a uma plataforma tecnológica.

● Inteligência artificial: a IA ajuda a gerar rotas, escolher entregadores e detectar situações que possam surgir durante o embarque. Isso permite que o cliente ou a empresa façam embarques em menos de 55 minutos. Este recurso também permite à empresa gerar rotas de multientrega, permitindo que os pedidos sejam finalizados em menos de 30 minutos. 

● Dedicado: com esta tecnologia, as empresas têm a possibilidade de decidir sobre a forma de entrega, o prazo e as condições especiais em que sua logística é desenvolvida, o que dá maior controle de seus embarques e aumenta a confiança no serviço. 

Diante do aumento do uso da internet para fazer compras online, as empresas de entrega expressa tiveram que buscar ferramentas que permitissem imediatismo, acessibilidade e portabilidade dos processos logísticos para atender às necessidades dos consumidores. Assim, o setor tem presenciado consideráveis mudanças com o uso de aplicativos móveis tanto para clientes quanto para usuários finais e deve continuar aplicando essas inovações em prol da melhoria do serviço.

*Bruna Horacio é head de vendas da Borzo.

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.