Notícias Corporativas

Pix faz 2 anos e se torna o meio de pagamento mais usado

DINO
Escrito por DINO
Pix faz 2 anos e se torna o meio de pagamento mais usado
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

O Pix ultrapassou o cartão de crédito em números de transações no segundo trimestre deste ano. Segundo um relatório divulgado pelo Banco Central, a ferramenta alcançou mais de 5,4 bilhões de transações neste período, enquanto o cartão de crédito teve cerca de 4 bilhões e o cartão de débito 3,8 bilhões.

Em volume financeiro o avanço foi de 27%, ficando em R$ 76,9 trilhões. Este valor é equivalente a nove vezes o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Os dados são da publicação Estatísticas de Pagamentos de Varejo e de Cartões no Brasil, divulgada na terça-feira, 22, pelo BC.

A ferramenta de pagamentos e transferência de dinheiro foi lançada há dois anos e ultrapassou pela primeira vez as modalidades crédito e débitos do cartão no quarto trimestre de 2021.

Ainda segundo o Banco Central, o Pix foi o principal responsável pelo crescimento anual de 40% no número total de transações realizadas ano passado. Com isso, o celular se tornou o principal instrumento de compras, representando 60% de todos os pagamentos feitos no último ano – com exceção do dinheiro em espécie.

Instituições financeiras de todo o país sentiram essa diferença. O Banco Master, por exemplo, tem o Pix como o modelo de pagamento mais usado em seu aplicativo. “A facilidade do Pix faz o brasileiro preferir realizar seus pagamentos dessa forma. Além de rápido, ele traz confiabilidade”, comentou Daniel Vorcaro, presidente do banco.

Em setembro deste ano, quando o Pix completou exatos dois anos, chegou a marca de R$ 1 trilhão transacionado em apenas um mês.

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.