Notícias Corporativas

Segurança da Bahia reforçada com videomonitoramento inteligente

DINO
Escrito por DINO
Segurança da Bahia reforçada com videomonitoramento inteligente
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia iniciou no estado a implementação do projeto Vídeo Polícia, uma solução integrada de videomonitoramento dotado de inteligência artificial, cuja primeira fase já foi concluída, atendendo Salvador e sua região metropolitana.

A Avantia, empresa que atua no segmento de segurança eletrônica, e a Oi Soluções, provedora e integradora de soluções digitais para o mercado corporativo, vêm executando o projeto para a Secretaria de Segurança Pública da Bahia. O Vídeo Polícia integra câmeras e softwares inteligentes que interagem através de um sistema chamado LTE (Long Term Evolution ou evolução a longo prazo), um padrão de comunicação para tecnologia móvel com foco na comunicação segura de dados. Essa tecnologia é integrada aos sistemas de videomonitoramento, permitindo a comunicação e a transmissão de imagens em tempo real dos Centros de Operações Integradas (COI), aos policiais e às viaturas que estiverem em campo, mais próximos da ocorrência.

“O projeto de videomonitoramento traz inovação no conceito de contratação de serviços integrados, podendo ser aplicado para cidades inteligentes. A rede móvel é dedicada, com frequência específica para a polícia, além de torres, antenas e terminais, sendo feita também a gestão dos serviços de monitoramento do desempenho dos equipamentos”, destacou Fernando Sá, Diretor de Arquitetura de Soluções para Clientes da Oi Soluções.

O serviço prestado também possui controles capazes de garantir a segurança e proteção dos dados coletados, na medida em que são armazenados e administrados apenas pela Secretaria de Segurança Pública do Governo da Bahia, que conta com servidores e storages específicos para este fim. A operação de todo o sistema será feita exclusivamente por policiais militares treinados especialmente para essa atividade.

Inteligência Artificial aplicada ao projeto Vídeo Polícia

Entre as soluções de inteligência artificial, estão: 

Reconhecimento facial: em poucos segundos, a tecnologia permite à câmera reconhecer um rosto, mesmo em meio a uma multidão. Com base em imagens de suspeitos previamente cadastradas em um banco de dados, fomentado por registros dos órgãos de segurança, a inteligência artificial aplicada às câmeras faz a análise e gera alertas, caso seja identificada similaridade na biometria detectada pelas câmeras com o rosto de algum suspeito. Nesses casos, apesar do alerta, a decisão pela abordagem é humana e feita pelos próprios policiais.

Identificação de placas: é possível identificar placas de veículos e casar essa informação com placas anteriormente cadastradas, possibilitando a identificação de veículos roubados ou suspeitos, seja para efeito de investigação ou para atuação no momento em que está acontecendo a ocorrência.

Alertas para a central de operações: conforme as câmeras identificam alguma não conformidade, alertas são gerados e enviados para um Centro de Operações, que estabelece comunicação imediata com as unidades de polícia de campo mais próximas da ocorrência.

“A tecnologia possibilita proatividade para a operação. O policial militar não precisa ficar olhando para as milhares de imagens em um monitor, quem fará isso serão os analíticos inteligentes, que de maneira automatizada farão o reconhecimento de placas, de faces, e avisarão o operador caso algo fora do comum aconteça”, concluiu Bruno Carvalho, diretor da Avantia.

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.