Qual é a diferença entre governança e gerenciamento de dados?

A linguagem usada ao discutir assuntos relacionados a dados pode ser incrivelmente subjetiva, em se tratando de governança de dados está cheia de jargões que significam coisas diferentes para pessoas. E pode ser muito confuso para quem é iniciante na área de governança de dados ou que está na fase de implantação deste programa.

É algo sobre o qual tenho abordado muito recentemente em meus blogs e vídeos enquanto tento tornar os termos mais acessíveis para quem me acompanha. Considerei escrever sobre o tema ao encontrar diversos artigos, que, para mim, infelizmente não ajudam e até atrapalham na compreensão entre esses dois termos e o seu significado prático.

O equívoco

Particularmente, muitas vezes afirmei que governança de dados englobava todas as atividades para orientar os dados, incluindo, as regras, políticas e procedimentos, e gerenciamento de dados era a implementação técnica. No entanto, essa não é uma definição útil e acredito que pode confundir mais que ajudar.

O que é gerenciamento de dados?

Gerenciamento de dados é o termo abrangente para todas as atividades para administrar os dados, e a governança de dados é apenas uma dessas disciplinas.

O que é governança de dados?

A Governança de Dados trata do gerenciamento proativo de seus dados para apoiar a empresa em sua estratégia e visão.

Qual a diferença?

Acredito que a melhor maneira de explicar a diferença é o framework do DAMA. (sobre o qual já escrevi anteriormente).

O DAMA é uma organização com atuação em diversos países, e cada região é um capítulo, na qual Nicola é a presidente do capítulo do Reino Unido. E caso, se interesse na temática ou envolvido na implementação de iniciativas de governança de dados, acompanhe as iniciativas locais. *NT: No Brasil, o presidente do DAMA é o Bergson Lopes Rêgo, com atuação ímpar no cenário nacional.  

A obra de referência do DAMA é o Data Management Book of KnowledgeDMBoK, um guia abrangente de padrões e práticas dividido em disciplinas, e no centro, destaca-se a governança de dados, como mostra a imagem a seguir:

Fonte: DMBOK (2012)

Essa distribuição pode ter uma interpretação incorreta, dando a impressão de que o gerenciamento de dados e a governança de dados são iguais porque a governança de dados está no centro da roda e, portanto, os termos devem ser intercambiáveis, mas não é o caso.

A governança está no centro pois é o cerne e dá o suporte para as demais diretrizes, possuindo entre suas características o pensamento estratégico e atuação proativa e atuar em parceria com as demais áreas, sendo muitas vezes implantada para monitorar e melhorar a qualidade dos dados, e ainda, para atender demandas de projetos e legislação. E para tanto deve se inserir no core da empresa e nas necessidades do negócio.

E vai além, a governança de dados articula atividades, responsabilidades, políticas, processos e artefatos como catálogos, glossários e dicionários para entender os dados, agregando valor e agilizar a tomada de decisões, independente do porte ou ramo de atuação da empresa.

Nicola é superacessível e aberta para tirar dúvidas e sugestões: question@nicolaaskham.com.

Artigo traduzido e com alguns “pitacos” mas originalmente What’s the difference between data governance and data management? de autoria de Nicola Askham

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *