Notícias Corporativas

Quais as inovações no uso de bioestimuladores e biomoduladores?

DINO
Escrito por DINO
Quais as inovações no uso de bioestimuladores e biomoduladores?
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

Um estudo promovido pela Allergan Aesthetics, com o apoio da Offerwise e Let’s Mind, demonstrou que a preocupação estética faz parte da agenda dos brasileiros. Segundo o levantamento, cuidar da aparência é o terceiro hábito mais importante para o bem-estar de 89% dos entrevistados, logo atrás de “alimentação saudável” e “esportes”.

De acordo com a pesquisa, 59% dos participantes afirmaram que a aparência física é uma forma de mostrar como estão se sentindo, conforme publicado pelo site Saúde Debate. Além disso, 50% dos entrevistados afirmaram que a aparência física é um meio para expressar a personalidade. O balanço coletou respostas de 650 pessoas com idades entre 18 e 50 anos, de oito capitais brasileiras, entre os meses de maio e junho de 2022.

Na análise de Ednaldo Rodrigues Bacelar, farmacêutico pós-graduado em estética e cosmetologia injetável e sócio-fundador do Instituto Harmonize-se Brasil, os números mostram que a preocupação estética facial e corporal vem em uma crescente – o que impulsiona, por sua vez, as inovações no uso de recursos como os bioestimuladores de colágeno e biomoduladores.

“Com o aumento do campo de atuação dos profissionais da área da estética ligados a outras classes, como enfermagem, biomedicina, fisioterapia e farmácia, vejo com bons olhos os cuidados com o corpo de uma forma geral”, afirma 

Para Bacelar, os profissionais que atuam com a estética terão de se capacitar, uma vez que os clientes devem se tornar cada vez mais criteriosos. “A tendência é que os brasileiros busquem profissionais que atuem de forma generalista e tenham conhecimento do que fazem, pois a informação, hoje em dia, está na palma das mãos”.

O especialista conta que, atentos a este movimento, os laboratórios nacionais têm investido para oferecer inovações no uso de bioestimuladores de colágeno e biomoduladores para a estética facial e corporal, com o objetivo de entregar produtos de qualidade e garantia, nivelando com os importados.

Perspectivas para os bioestimuladores no Brasil são positivas

O sócio-fundador do Instituto Harmonize-se Brasil avalia de forma positiva a evolução dos bioestimuladores no país ao longo dos anos. “Os produtos têm uma versatilidade muito grande, podemos atuar apenas bioestimulando e, se for necessário, temos alguns que agem com ação 2×1 bio, pois estimulam e volumizam”.

A curto e médio prazo, ele prevê que os produtos serão usados com diluições maiores, o que aumentará o leque de aplicações, tendo como base os estudos necessários. “Em breve, a estética se tornará sistêmica, pois o profissional terá de ter embasamento e conhecimento para atender ao paciente de forma holística. Assim, uma visão multidisciplinar será o futuro”, finaliza Bacelar.

Para mais informações, basta acessar: www.harmonizesebrasil.com.br

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.