Notícias Corporativas

Portugal aprova acordo que deixa mais fácil a entrada de brasileiros no país

DINO
Escrito por DINO
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

Segundo medida aprovada pelo Conselho de Ministros de Portugal, a partir do portal G1, foi aprovado um acordo de mobilidade que deixa mais rápido os processos de entrada de pessoas dos países que participam da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) – como é o caso do Brasil, Cabo Verde, Angola, Guiné-Bissau e Moçambique. A partir disso, não será mais necessário comprovar a passagem de volta (exceto quando pedirem visto de residência), seguro-viagem e meios de subsistência. Além disso, não é mais obrigatória a apresentação presencial para o requerimento de visto.

Os brasileiros já não precisavam de visto antes da medida para entrar em Portugal por conta das regras de entrada nos países europeus do Espaço Schengen. Em contrapartida, a entrada poderia ser negada pela falta de documentação. Segundo nota do Conselho de Ministros de Portugal, “As alterações pretendem ainda contribuir para a resposta à necessidade de mão de obra com vista à revitalização da economia”.

Segundo a agência EFE, o primeiro-ministro de Portugal explica que “Isso vem a promover a circulação e a mobilidade dentro do espaço da CPLP com uma regra muito simples, que é que todos os cidadãos de um Estado membro que peçam visto, esse visto deve ser concedido imediatamente, a não ser que haja uma ordem de expulsão ou proibição do espaço Schengen”.

MTur aponta crescimento de 52% no número de passageiros transportados

Ainda sobre viagens, que podem envolver uma tradução juramentada em BH, por exemplo, segundo o Ministério do Turismo (MTur), a partir do portal Notícias Concursos, houve um avanço de 52% na quantidade de passageiros transportados – o que aponta um crescimento no setor de turismo e recuperação econômica do Brasil. De acordo com as informações oficiais, de janeiro a julho de 2022, mais de 45,6 milhões de pessoas passaram por aeroportos do Brasil para viagens nacionais.

O número é 52% acima do que foi apresentado nos primeiros sete meses do ano passado, momento em que 30 milhões de passageiros embarcaram nos terminais aeroportuários. Isso faz com que o número seja ainda maior ante o mesmo período de 2020 (25,5 milhões), chegando perto do patamar antes da pandemia de Covid-19, segundo o MTur. Apenas em julho, mais de 7,6 milhões de passageiros voaram pelo Brasil, sendo o melhor mês do ano para o segmento, além do melhor resultado para o mês em três anos (2020-2022). De acordo com o Ministério, em comparação com 2019, o número é equivalente a 89% da quantidade de passageiros transportados.

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.