Notícias Corporativas

Pesquisa aponta que 20% dos brasileiros gostariam de “se deletar” da internet

DINO
Escrito por DINO
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

Estima-se que 77% da população brasileira esteja on-line. No entanto, um estudo realizado pela NordVPN – especialista em cibersegurança – apontou que pelo menos 20% dos brasileiros gostariam de “se deletar” da internet. Isso ocorre porque 43% disseram que as plataformas digitais tomam muito do seu tempo, enquanto 32% se sentem usados por empresas que exploram seus dados pessoais.

De acordo com os entrevistados da pesquisa, realizada com mil pessoas, quase cinco em cada dez disseram que suas informações financeiras pessoais são as que mais gostariam de excluir da internet. Outros 30% disseram não confiar na internet e 25% disseram ter medo de serem manipulados.

O levantamento aponta ainda que, 43% das pessoas gostariam de deletar momentos embaraçosos, 23% queriam excluir fotos/vídeos pouco lisonjeiros, 20% retirariam da internet perfis antigos de namoro e 7% optariam por deletar o histórico de emprego anterior.

Para quem deseja ficar anônimo on-line e está disposto a pagar por isso, o estudo revela que 46% dos brasileiros pagariam até R$ 500, 8% pagariam entre R$ 501 e R$ 2,6 mil e 3% pagariam entre R$ 2.601 e R$ 5,3 mil.

“Embora ‘se remover’ da internet pareça uma boa ideia para aqueles preocupados em expor informações pessoais às entidades erradas, você deve se perguntar se limpar a lousa totalmente é possível em nosso mundo digital dominante”, disse Daniel Markuson, especialista em privacidade digital da NordVPN. “Nosso estudo também descobriu que alguns seriam a favor de uma abordagem mais prática para essa exclusão, já que mais da metade (60%) aceitaria pagar para usar a internet anonimamente o tempo todo”, explica.

Segurança na rede e na “cabeça”

Mas como resolver esses desconfortos em uma sociedade que caminha cada vez mais para o digital? A pesquisa descobriu que manter as informações pessoais seguras na internet é a chave para a felicidade on-line, pois 76% dos brasileiros teriam medo de hackers (ou terceiro malicioso) acessarem seus dados financeiros. O estudo mostra ainda que 46% temem golpes por meio das redes sociais, 40% por “textos e e-mails”, 26% têm medo de hackers acessarem informações sobre sua vida sexual e 13% evidenciam receio de acesso às informações de carreira.

“Podemos remover algumas coisas sobre nós mesmos no mundo on-line, mas colocar em prática melhores hábitos podem ajudar os brasileiros a se sentirem mais seguros quando estão na internet. Usar senhas mais sofisticadas, ferramentas confiáveis de segurança cibernética (como VPN, antivírus e gerenciador de senhas) e praticar uma conscientização geral sobre ameaças ajudarão as pessoas a protegerem suas informações mais valiosas on-line nos próximos anos”, acrescentou Daniel Markuson.

A pesquisa foi encomendada pela NordVPN e conduzida pela empresa externa Cint em diversos países. No Brasil, o estudo ocorreu entre 12 e 18 de agosto, com maiores de 18 anos e cotas para idade, sexo e local de residência.

Para saber mais sobre a pesquisa, basta consultar: https://nordvpn.com/pt-br/blog/brasileiros-apagar-presenca-online/

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.