Notícias Corporativas

Metaverso está claro para 42% dos profissionais brasileiros

DINO
Escrito por DINO
Metaverso está claro para 42% dos profissionais brasileiros
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

A oportunidade de mercado para o metaverso pode atingir US$ 800 bilhões (R$ 4,3 trilhões) até 2024, segundo uma projeção da Bloomberg Intelligence. Não à toa, o Bank of America incluiu a inovação em sua lista de quatorze tecnologias que devem revolucionar a vida da sociedade.

Diante deste panorama, o IEG (Instituto de Engenharia de Gestão) promoveu uma pesquisa sobre as perspectivas do metaverso com mais de 100 profissionais brasileiros que atuam em empresas de diferentes portes e segmentos a fim de entender como essas pessoas têm enxergado essa tendência tecnológica.

De acordo com o estudo, 42% dos profissionais afirmam que o conceito de metaverso está totalmente claro. Por outro lado, 50% dos entrevistados revelam que entendem apenas parcialmente e os demais não conhecem o tema. Além disso, 75% dos participantes nunca tiveram contato com o metaverso.

Segundo Lara Pessanha, sócia do IEG, com base na pesquisa foi possível perceber que o metaverso já é um termo bastante conhecido entre os profissionais do país, entretanto, muitos ainda não dominam totalmente o conceito, tendo algumas dúvidas sobre o mesmo. Ela aponta que isso é natural, dado que o tema ainda é considerado relativamente novo.

Pessanha chama a atenção para o ponto da pesquisa que indica que 3 em cada 4 profissionais nunca tiveram contato com o metaverso. “Esse dado representa uma grande oportunidade, pois, apesar de ser um termo conhecido na teoria, poucos conseguiram tangibilizar o conceito experimentando na prática”.

Ainda segundo a análise do IEG, mais da metade dos entrevistados informaram que as corporações em que atuam ainda não desenvolveram qualquer ação relacionada ao metaverso, sendo que 38% deles afirmaram que elas pretendem fazê-lo. Na visão dos trabalhadores, as áreas que têm maior oportunidade de utilizar a nova tecnologia nas empresas são: Atendimento ao Cliente (64%), Marketing (59%) e Recursos Humanos (52%).

A sondagem também aponta que, para os profissionais, os treinamentos de colaboradores tendem a ser altamente impactados pelo metaverso, tanto no aspecto financeiro quanto em termos de experiência.

Para 82% dos entrevistados, as novas possibilidades de conexão com os clientes estão entre os principais benefícios que podem ser obtidos pelas empresas por meio da inovação. Além disso, eles citaram: o posicionamento inovador (77%) e as novas possibilidades de conexão com os funcionários (76%).

Por outro lado, os profissionais também estão cientes que a adesão ao metaverso pode trazer alguns desafios, como os riscos de segurança da informação (73%), a dificuldade em encontrar pessoas capacitadas para atuar na área (71%) e de acesso às tecnologias necessárias (63%).

Empresas devem apostar no metaverso

“O metaverso é algo que veio para ficar, e as empresas não querem ficar desconectadas dessa nova tendência. Apesar de ainda não ser uma prática muito difundida no meio corporativo, as organizações já estão buscando entender como podem se beneficiar dela e as perspectivas são bastante positivas”, avalia Pessanha.

Para a sócia do IEG, a forma como as empresas vendem seus produtos ou serviços, treinam funcionários e atendem clientes, por exemplo, tende a mudar radicalmente no ambiente do metaverso. “Desso modo, aquelas que não estiverem estruturadas para ‘surfar essa onda’ poderão perder espaço no mercado, uma vez que as mudanças estão acontecendo numa velocidade cada vez maior”.

Para mais informações, basta acessar: https://ieg.com.br/

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.