Notícias Corporativas

Mais de 2/3 das PMEs planejam aumentar seus orçamentos de TI em 2023

DINO
Escrito por DINO
Mais de 2/3 das PMEs planejam aumentar seus orçamentos de TI em 2023
Junte-se a mais de 3.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre Data Science

Um estudo da Microsoft realizado com três mil pequenas e médias empresas (MPEs) em 10 regiões diferentes do mundo mostrou que mais de dois terços delas planejam aumentar seus investimentos em Tecnologia da Informação (TI) no próximo ano. E esses investimentos serão feitos prioritariamente em aumento da eficiência operacional (33%), melhoria do marketing e vendas (32%) e melhoria em retenção de clientes (31%).

O estudo também mostrou que pelo menos 70% das PMEs pesquisadas dizem considerar o crescimento do negócio como principal motivação para investir em tecnologia. Segundo o levantamento, as empresas identificadas como as primeiras em adotar novas tecnologias possuem o dobro de chances de ver atingidos seus objetivos comerciais. Além disso, elas tiveram um crescimento maior de capital no último ano e tiveram quatro vezes mais probabilidade de estarem mais confiantes com o futuro do negócio.

Com mais de 16 anos de experiência em áreas administrativas e consultoria em Tecnologia da Informação em empresas, Antonio Josa dos Santos explica que as facilidades que os recursos tecnológicos proporcionam na administração e operacional de grandes empresas agora podem ser aproveitadas pelas médias e pequenas, especialmente nas áreas contábil e financeira. Ele aponta que isso tem sido possível graças à melhoria da acessibilidade às ferramentas e inovações proporcionadas pela tecnologia.

“A descentralização e portabilidades dos equipamentos, internet e velocidade da informação estão influenciando e ajudando pequenas empresas. Com um baixo investimento, estas empresas têm acesso a sistemas que controlam a gestão financeira, estoque, comunicação com o cliente e muito mais de forma muito fácil e transparente, até mesmo com um celular”, explica.

Ele complementa que o acesso a esses sistemas é oferecido por empresas, que disponibilizam serviços com armazenamento em nuvem, acesso 24 horas durante sete dias da semana. Além disso, atualmente o mercado de TI oferece serviços por demanda, em que a cobrança é feita pelo volume de serviços contratados, prática que costuma caber no orçamento de empresas de menor porte.

“Temos vários exemplos de pequenos comércios que utilizam aplicativo de celular para potencializar o alcance aos clientes de uma forma simples e barata. Quem tem um bom produto, a tecnologia pode ligar a empresa aos clientes, usando a rede social para divulgação e captação de clientes de forma muito rápida”, revela Santos, acrescentando que custo baixo, simplificação dos processos de trabalho, a otimização da comunicação, mais velocidade, aumento de produtividade, agilidade em resposta aos clientes, melhor experiência do cliente e maximização de resultados são alguns dos benefícios de empresas que investem em TI.

Entender como o investimento em Tecnologia da Informação pode ajudar a empresa requer alguns passos, explica especialista

O despertar dos gestores para a necessidade de investimento em inovação e tecnologia nem sempre é um processo rápido e requer maturidade. Nestes casos, o consultor em TI Antonio Josa dos Santos comenta que para iniciar o processo de transformação digital, é preciso seguir alguns passos. Entre eles, estão:

– Entender como está o mercado de atuação do negócio, para verificar como a concorrência usa a tecnologia;

–  Pesquisar sistemas e pacotes que podem ajudar o negócio de forma rápida e com baixo investimento;

– Quem puder investir um pouco mais, pode escolher um modelo de sistema já existente e acrescentar melhorias, o que pode diferenciar o negócio e melhorar o atendimento ao cliente;

– A transformação digital da empresa pode iniciar com serviços terceirizados, pois evita que se criem custos fixos sem antes saber como serão os resultados;

– Monitoramento constante da solução tecnológica implementada na empresa é importante para acompanhar a evolução da estratégia e os resultados obtidos.

Além desses passos, o profissional aconselha também a pesquisar serviços de pequenos empreendedores na área de TI, que vêm oferecendo soluções criativas e a custo mais adaptados para pequenas empresas. “Também é preciso ter em mente a segurança da informação, pois a empresa estará lidando com informações de terceiros e é preciso estar atento à legislação e à responsabilidade de proteger essas informações”, conclui.

Licença de uso do conteúdo.

O conteúdo do Portal ABRACD.org foi escrito sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.