Conceito de Minimum Viable Data (MVD)

Minimum Viable Data é a menor quantidade de dados necessária para tomar uma decisão efetiva, é um conjunto mínimo de dados que permite uma organização tomar decisões com um custo baixo e sem mudanças bruscas nos processos.

Ao avaliar quais conjuntos de dados são essenciais para manter assegure-se de que você tenha um ciclo de feedback para medir a experiência do usuário na construção das análises e, se estiver faltando algo, introduzir novos campos aos poucos.

Um dos grandes problemas em um projeto de business intelligence é a preparação dos dados, a quantidade e o estado dos dados torna esta fase a mais dispendiosa, uma parte das consultorias tecnologicas estão propondo esta nova abordagem:

menos dados (-) / mais efetividade (+).

Com menos dados é mais fácil garantir a consistência e diminuir o risco de exposição das informações.

Este conceito se asemelha muito ao conceito de MVP (Minimum Viable Product)

Um MVP é uma versão mínima de um produto, apenas com as funcionalidades necessárias para que ele cumpra a função para a qual foi planejado.

A partir do MVP testa-se a eficiência do produto, sua usabilidade, aceitação no mercado, comparação com a concorrência, entre outras formas de validar.

Perceba que cada versão do dado deve ser suficiente para a análise para qual ele foi reunido ou criado, na imagem abaixo percebemos que a função é deslocar e podemos fazer isso de vários modos, não esqueça que enviamos astronautas para a lua usando computadores com apenas 2 Kb de memória RAM!

“O MVD SE TORNA BIG QUANDO SE TEM UMA PARTICIPAÇÃO MASSIVA DE PENSADORES QUE, DE FORMA INDEPENDENTE, ANALISAM PEQUENOS CONJUNTOS DE DADOS E DE LÁ TIRAM VALOR COMPARTILHANDO COM TODOS.”

A grande maioria dos dados nunca é usada. Na verdade apenas 0,5% de todos os dados é, em algum momento, analisado. Antonio Regalado (Editor sênior) – MIT Technology Review

O que é simples é melhor e elegante.

Só porque chama “Minimum” não significa que você terá menos valor. Você não precisa ser um cientista de dados para entender ou aplicar nas tarefas diárias, e se você estiver criando ou usando algum aplicativo para extrair inteligência de seus dados, “Minimum” significa torná-lo fácil de acessar, construir paineis especificos e compartilhar relatórios, modelos e idéias com os membros da sua equipe.

Devemos nos concentrar agora nas pessoas, melhorar as competências em dados, a empresa deve habilitar, conscientizar, fornecer ferramentas e métodos para que o detentor de pequenos conjuntos de dados estruturados, simples, distintos e específicos possa tomar decisões melhores e mais rápidas colaborando para o aumento da agilidade produtiva, competitividade e do nível de inteligência corporativa como um todo de forma orgânica e duradoura.

De acordo com uma recente pesquisa da KPMG, 69% dos CIOs afirmaram que os dados e análises foram cruciais ou muito importantes para os seus negócios.

No entanto, 85% dizem que não sabem como analisar os dados que já estão disponiveis e 54% disseram que sua maior barreira para o sucesso é a incapacidade de identificar quais dados são importantes.

Resumindo…

MVD é o dado do tamanho suficiente para cada um compreender – e isso, muitas vezes, fica esquecido.

Há um debate que o Big Data pode fornecer uma riqueza de informações valiosas para uma empresa ou organização – mas é o MVD – que oferece a oportunidade real e agora, disponivel já.

O principal diferencial entre Big Data e o MVD é a natureza específica das informações e o fato de que o MVD pode ser fácil e rapidamente posto em prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest